O Atlas da Complexidade Econômica: um novo breakthrough empírico para os economistas estruturalistas

Para os clássicos do desenvolvimento econômico, Nurkse, Myrdal, Rosestein-Rodan, Hirschman, Myrdal, Prebisch e Furtado, as atividades produtivas são diferentes em termos de suas habilidades para gerar crescimento e desenvolvimento. Atividades com altos retornos crescentes, alta incidência de inovações tecnológicas e altas sinergias decorrentes de divisão do trabalho são fortemente indutoras de desenvolvimento econômico. São atividades […]

Alta tensão no FED

O novo QE europeu ja contribui para novas máximas da bolsa na Alemanha num momento em que a desvalorização do euro torna as ja competitivas exportações alemãs ainda mais competitivas. O superavit em conta corrente da Alemanha segue aumentando, tendo ja superado a posição chinesa. Por essa rota o BCE segue o caminho do Banco […]