Sistemas nacionais de inovação: o caso da EMBRAER

A EMBRAER nasceu como uma iniciativa do governo brasileiro dentro de um projeto estratégico para se implementar a industria aeronáutica no país. São considerados os precursores da Embraer o antigo Centro Técnico Aeroespacial (CTA), que em 2009 passou a ser denominado Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ambas as instituições foram […]

Para entender o Desenvolvimento Economico: divisão do trabalho, retornos crescentes de escala e complexidade produtiva

Um aumento de complexidade num dado pais significa que as possibilidades de divisão do trabalho dentro das empresas e entre as empresas estão aumentando, seguindo o raciocínio da fabrica de alfinetes de Adam Smith, e que a economia esta sendo capaz de constituir de forma eficiente redes produtivas em setores manufatureiros com retornos crescentes de escala. […]

Política industrial para o século XXI

Em um trabalho de 2004 com o título desse post Dani Rodrik analisa com maestria o papel da política industrial no desenvolvimento econômico no passado e nos dias de hoje. Mostra que nem a visão neoclássica do estado “hands off”  nem a visão do velho desenvolvimentismo estão certas em relação ao papel que a política […]

Petróleo bruto e petroquímicos no mundo hoje

Os mapas abaixo mostram uma análise interessante da cadeia do petróleo no mundo hoje. O primeiro grafico retirado do atlas da complexidade mostra a relação entre complexidade e conectividade (com outros produtos) dos diversos bens que são exportados no comércio mundial. O petróleo bruto é um produto não complexo e sem “conexões” segundo o atlas. […]

Só a Educação não basta para o Desenvolvimento Economico

Da perspectiva da complexidade econômica, a “educação produtiva relevante” do país é o conhecimento tácito que está nas empresas e nas atividades e, portanto, não se aprende na escola. É uma questão de on the job experience. Medindo a complexidade, o Atlas capta bem melhor o conhecimento relevante para produzir. Um músico ou um tenista tem, por […]

Construindo complexidade: uma nova maneira de encarar o processo de desenvolvimento econômico

O ultimo livro de Cesar Hidalgo, físico e professor do MIT, é leitura obrigatória para entender a riqueza e pobreza das nações. O desenvolvimento econômico surge no livro como a capacidade de criação de uma rede produtiva sofisticada. Para Hidalgo, países ricos são aqueles com alta capacidade computacional para processar informação e gerar produtos em uma […]

Matrículas abertas até 2 de Outubro para o curso Online de Desenvolvimento Econômico: por que o Brasil não é uma nação rica?

Por que o Brasil ainda é um país pobre e injusto? Entenda de forma simples em 10 aulas porque o Brasil não conseguiu alcançar o patamar de nação rica. Os temas principais tratados no curso para entender essa questão serão: desenvolvimento econômico, desigualdade e complexidade. O curso é voltado para estudantes de graduação em economia […]

Visual em rede complexa de um mercado competitivo

A rede acima mostra o visual do mercado de parts of metalworking machine tools (SITC) em 2013. Trata-se de um mercado bastante competitivo com vários países participantes; não ha grandes HUBS em termos de domínio de mercado. A rede abaixo retrata o mercado de lead ore, dominado pela China e mais alguns países; trata-se de um […]

Viva a indústria

O gráfico acima mostra as taxas de crescimento do PIB e da indústria brasileira desde de 2002. Não é difícil perceber que o PIB é uma versão modulada da serie da indústria. Ou de outro modo, a indústria é um PIB extremado. O gráfico ilustra o que os economistas chamam de relação Kaldor-Verdoorn em homenagem […]

O Atlas da Complexidade Econômica: um novo breakthrough empírico para os economistas estruturalistas

Para os clássicos do desenvolvimento econômico, Nurkse, Myrdal, Rosestein-Rodan, Hirschman, Myrdal, Prebisch e Furtado, as atividades produtivas são diferentes em termos de suas habilidades para gerar crescimento e desenvolvimento. Atividades com altos retornos crescentes, alta incidência de inovações tecnológicas e altas sinergias decorrentes de divisão do trabalho são fortemente indutoras de desenvolvimento econômico. São atividades […]

Baumol, Balassa, Samuelson e Kaldor alertam: cambio errado no Brasil de novo!

O gráfico acima mostra a relação entre renda per capita e preço do big Mac em dólares no mundo calculados pela revista The Economist (http://www.economist.com/content/big-mac-index) quanto mais rico o pais, maior o preço em dólares dos bens non tradables e, portanto, maior o preço do big Mac em dólares. Alguns países destoam para cima ou […]

Apreciação cambial, regressão tecnológica e queda da poupança agregada no Brasil

A taxa de câmbio ou relação de preços entre bens transacionáveis e não transacionáveis sinaliza para uma economia caminhos para expansão ou contração. Se o preço dos transacionáveis está elevado em relação aos não transacionáveis, a economia tende a se direcionar para produzir esse tipo de bem. Basicamente bens industriais e complexos ou, dependendo das […]