O formigueiro, a floresta e a economia: o todo e as partes

São todas estruturas construídas ao longo do tempo por “agentes individuais” (formigas, macacos, pássaros, árvores e humanos). Tem uma trajetória, tamanho e configuração que depende da história do processo: quem começou, por onde começou? Depois que estão prontos os agentes individuais vão fazendo acréscimos marginais, construindo ou destruindo mais um pouquinho. Mas quem determina a […]

As fases do desenvolvimento de um país: agricultura, serviços não sofisticados, indústria e serviços sofisticados

Bob Rowthorn, dentre muitos outros economistas, analisou de maneira interessante o passo a passo do desenvolvimento dos países ou as fases do crescimento econômico. Num primeiro momento as economias pobres empregam a maioria de seus trabalhadores na agricultura. O progresso se da num segundo momento pela industrialização, trabalhadores são transferidos dos setores agrícolas de subsistência […]

Como lucrar com o estouro da bolha americana

O episódio da bolha imobiliária americana que estourou em 2008 é um belíssimo exemplo de funcionamento dos mercados financeiros e de como se ganhar ou perder dinheiro investindo nos mercados de ações, títulos e derivativos. Alimentada por uma expansão violenta do crédito, política de juros baixos de Alan Greenspan e pela desregulamentação financeira dos últimos […]

A diferença entre Lula I e II: manufaturas e commodities

A primeira fase do governo Lula foi caracterizada por forte expansão da industria e exportação de manufaturas. Isso pode ser visto na evolução da composição da pauta de exportação e na grande expansão da produção industrial. A segunda fase do governo Lula se caracterizou por forte expansão do credito e retração das manufaturas na pauta […]

Como explicar a grande crise do governo Dilma?

A alavancagem de crédito (imobiliário e não imobiliário) provocou um boom de consumo e um boom de construções imobiliárias, resultando em grande aumento de endividamento e oferta de imóveis. Os investimentos foram todos direcionados para o setor de non-tradables (prédios comerciais, residenciais e shopping centers). As desonerações agravaram o problema injetando demanda agregada e complicando […]