O que é complexidade?

O que é :Um conjunto de agentes que interagem geram um sistema complexo. O comportamento desses agentes funciona com feed backs e os agentes tem memória. As estratégias de comportamento desses agentes mudam de acordo com a história das interações. Sistemas complexos criados por esse tipo de interação são abertos e portanto imprevisíveis. Sistemas desse […]

Ajustamentos da taxa de câmbio

O gráfico abaixo mostra a evolução da taxa de câmbio nominal R$/US$ desde o início de 2005 até o final de 2016. Podemos observar quatro grandes períodos de desvalorização da moeda brasileira: o final do regime em Janeiro de 1999, o ataque de 11 de Setembro de 2001, a transição para o governo Lula e […]

Sobre as depressões no mundo rico

O gráfico abaixo mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

A bolha, a dívida e o excesso de oferta: no Brasil também

Sempre caminham juntos. Por isso quando uma bolha estoura, a próxima demora a se formar. O preço dos ativos que lastreia as dívidas sobe e isso aumenta a capacidade de alavancagem dos endividados, a demanda por esses mesmos ativos sobe e cria uma bolha. A oferta responde, só que de maneira lenta: quando “tudo” fica […]

A economia da bolha

Numa típica bubble economy os preços de imóveis disparam, a bolsa sobe muito e o déficit em conta corrente abre. O câmbio sobrevaloriza. Os não-transacionáveis (terra e trabalho) ficam muito caros e os transacionáveis manufaturados do exterior (carros, eletrônicos, geladeira, fogão) ficam muito baratos em relação aos da indústria doméstica. As importações voam e as […]

Memórias de um latino-americano! Crises cambiais nos 90 foram abundantes

Me lembro bem do final de 1994, início de 1995. O plano real acabava de ser lançado e a economia mexicana estava prestes a quebrar. Fruto de uma âncora cambial para acabar com a inflação implantada em 1987, o peso mexicano estava completamente fora do lugar. Sobrevalorizado e sofrendo um enorme ataque especulativo. O aumento […]

A crise de 2008 e os problemas da teoria macro

Várias vozes se levantaram contra a teoria econômica depois da débâcle de 2008. A respeitada revista inglesa The Economist soltou um numero especial em 2009 que tratava do colapso da teoria econômica. Vários livros a respeito do assunto foram escritos. Destaque para “The return of depression economics” de Paul Krugman, “Animal Spirits” de G. Akerlof […]

Pense rápido e devagar: chimpanzés e analistas no mercado financeiro 

Em seu maravilhoso livro Pense rápido e devagar, Daniel Kahneman nos conta sua jornada para analisar de maneira detalhada como os seres humanos tomam decisões de fato. Um livro que também nos ajuda e entender esse percurso intelectual é o Undoing Project do Michael Lewis. Daí nasceu o que se chama hoje de “economia comportamental” […]

Ha risco de o Brasil repetir o ultimo ciclo de apreciação cambial?

A crise de 2015 mostrou de forma relativamente clara a chamada dupla natureza da taxa de câmbio: de um lado o preço relativo entre bens transacionáveis e não transacionáveis e de outro o preço de um ativo financeiro. Parece bastante claro também que a dinâmica de determinação da taxa de câmbio é fundamentalmente financeira, especialmente […]

Anatomia de uma bolha econômica

O brilhante economista e professor da Universidade de Cambridge, Gabriel Palma, analisou nos anos 90 as rotas para as crises financeiras na Asia e America Latina. Num belíssimo texto com o título ‘Three routes to financial crises` Palma mostrou como México, Brasil, Argentina, Coréia do Sul, Malásia, Tailândia e Indonésia caminharam para uma grande crise […]

Keynes: trader, especulador e investidor

Além de ter sido o economista mais importante do século XX, John Maynard Keynes fez uma pequena fortuna no mercado acionário, numa de suas facetas pouco conhecidas por analistas e estudiosos do tema. Em 1946, 5 meses depois de sua morte, os números de seu patrimônio vieram a público: 480,000 pounds da época ou o […]