Mapa das dívidas no Mundo

Por que o mundo não cresce mais como antigamente? A meu ver dois fenômenos da última década ajudam a explicar essa nova estagnação secular: excesso de divida e excesso de oferta. A explosão do endividamento publico e privado vem já desde os anos 90, tendo certamente os EUA como motor principal. O motor da renda […]

A economia da bolha

Numa típica bubble economy os preços de imóveis disparam, a bolsa sobe muito e o déficit em conta corrente abre. O câmbio sobrevaloriza. Os não-transacionáveis (terra e trabalho) ficam muito caros e os transacionáveis manufaturados do exterior (carros, eletrônicos, geladeira, fogão) ficam muito baratos em relação aos da indústria doméstica. As importações voam e as […]

Doses de juros do FED: em conta gotas?

Os empregos gerados nos EUA nos últimos anos têm se concentrando em serviços de baixa sofisticação e baixa produtividade, além do boom de gás e petróleo de xisto que chegou ao fim. O pouco de investimento que se observou estava ligado ao setor de energia e a alguma retomada do mercado imobiliário. De um modo […]

A bolha, a dívida e o excesso de oferta: no Brasil também

Sempre caminham juntos. Por isso quando uma bolha estoura, a próxima demora a se formar. O preço dos ativos que lastreia as dívidas sobe e isso aumenta a capacidade de alavancagem dos endividados, a demanda por esses mesmos ativos sobe e cria uma bolha. A oferta responde, só que de maneira lenta: quando “tudo” fica […]

Touros e o ursos no mercado financeiro

Diz a lenda de Wall Street que o touro representa mercados em alta, preço de ativos subindo; o touro ataca com seu chifre de baixo para cima. O urso representa mercados em baixa, preços de ativos em queda; a patada do urso vem de cima para baixo. Não se sabe ao certo se essas histórias […]