A economia da padoca

Na economia da padoca a maioria das pessoas está empregada em pequenos comércios, restaurantes, cabeleireiros, padarias e farmácias. Não há grandes indústrias high tech, nem serviços empresariais sofisticados e escaláveis. Não há inovação tecnológica, nem novos produtos. Não há economias de escala nem economias de escopo. Em resumo: não há produtividade! Alguma semelhança com o […]

O colapso da confiança no Brasil em 2015

Os indicadores de confiança da economia brasileira medidos pela FGV, CNI e Datafolha começaram a desacelerar já em 2014 e despencaram em 2015; mostram recentemente alguma estabilidade. A confiança no comercio, na indústria, nos serviços em geral, na construção civil e entre os consumidores esta praticamente em mínimas históricas, desde que as series começaram a […]

Breve histórico da taxa de juros real no Brasil

O gráfico acima mostra a evolução de nossa taxa de juros desde o início do plano real. A fase de 96-99 exibe a maior média do período. Começamos o plano real com SELIC acima de 50% ao ano para conter o excesso de aquecimento da economia no contexto do plano de estabilização. As crises da […]

A bolha do governo Dilma antes da crise de 2015

A taxa de 10% ao ano de crescimento da absorção doméstica da economia brasileira (consumo das famílias, gastos do governo e investimento) no pós crise de 2008 era claramente insustentável, com ampliação de 8% do PIB em 2010 e o restante sendo financiado por deficit externo com explosão das importações. A alavancagem de crédito (imobiliário e […]

No Brasil de 2017 o deficit publico foi alto e a inflação derreteu: por quê?

Mesmo com a demora das medidas fiscais no congresso, os juros nominais caíram para mínimas históricas no Brasil. O ajuste externo da economia brasileira com grande redução do déficit em conta corrente, manutenção das reservas em nível elevado e fluxo de investimento direto estrangeiro robusto abriram uma janela de tranquilidade importante no front cambial. Mesmo […]