Economics 101: os equívocos da teoria neoclássica

Sempre gostei da teoria neoclássica como uma primeira aproximação para se entender o funcionamento de uma economia. O problema é que para realmente compreender o mundo como é precisamos de teorias muito mais potentes e sofisticadas. Deixo aqui quatro exemplos do que estou falando. O primeiro é a economia de coelhos (de trigo ou de peixes). […]

Economia e meteorologia

Na meteorologia pesquisadores não ficam otimizando comportamento de partículas de água sujeitas a restrições. Estudam os grandes movimentos dos ventos, das diversas massas de ar, dos diferenciais de temperatura. O estudo da parte e da partícula e’ secundário para o entendimento do sistema e de sua dinâmica. Mark Buchanan mostra como a física dos sistemas […]

Sobre a mitologia em Jung

Os deuses estão dentro de nós! Na visão junguiana entendo que os deuses aparecem como arquétipos (carimbos na Alma) e é a partir deles (demônios também) que Jung tenta explicar a dinâmica humana. “O simbólico é mais real do que o real” diria jung! O que ele quer dizer com isso? As questões simbólicas que […]

Paul Romer “traiu” seus amigos e honrou a ciência

Vale muito a pena ler o ultimo texto de Paul Romer sobre a situação da macroeconomia hoje. Basicamente Romer argumenta que a enorme sofisticação da modelagem nos últimos anos somada à falta de espírito científico dos macroeconomistas resultou num retrocesso de conhecimento de mais de 30 anos. O macroeconomista típico de hoje sabe menos do […]

Ortodoxia x Heterodoxia: qual o seu programa de pesquisa preferido?

Para que possamos entender a diferença entre ortodoxia e heterodoxia temos que entender o significado desses termos. O termo ortodoxia tem sua origem no grego, onde “orthos” significa “reto” e “doxa” significa “fé” ou “crença”. Ortodoxo significa, portanto, aquele que segue fielmente um princípio, norma ou doutrina. Está claro que a origem etimológica do termo […]

Analise Retórica em Economia

Desde seu papel na obra de Adam Smith – que dava aulas de retórica antes de se voltar a economia – passando por sua importância no trabalho de Keynes e na revolução keynesiana, parece bastante difícil entender a superação de controvérsias na História do Pensamento Econômico[1] sem o apoio desta chamada arte. Como bem diz […]