O sorriso da industria

A valor adicionado no processo fabril hoje pode ser descrito pelo “sorriso da indústria”. A maior parte do valor agregado está nos serviços pré-produção e pós-produção. A parte manufatureira em si acaba sendo mais automatizada e menos criativa. A figura acima descreve bem esse processo. Sao ricos os países que conseguem se estabelecer nas duas […]

Consumo de Commodities na China

Em 15 anos o consumo de commodities metálicas e de carvão na China superou todo o consumo do resto do mundo! Os preços explodiram e forçaram a América latina e África à se especializarem ainda mais na produção desses bens. O processo de desindustrialização se agravou, especialmente no Brasil. Ver China a hora da verdade

Medindo o câmbio fora do lugar no Brasil

Uma das maneiras interessantes de se medir a sobrevalorização de uma moeda é comparar o preço do big Mac em dólares no país em questão com o preço do mesmo em dólares no resto do mundo. Teoricamente uma mesma cesta de produtos deveria ter o mesmo preço ao redor do mundo, especialmente se todos os […]

Visual em rede complexa de um mercado competitivo

A rede acima mostra o visual do mercado de parts of metalworking machine tools (SITC) em 2013. Trata-se de um mercado bastante competitivo com vários países participantes; não ha grandes HUBS em termos de domínio de mercado. A rede abaixo retrata o mercado de lead ore, dominado pela China e mais alguns países; trata-se de um […]

O Atlas da Complexidade Econômica: um novo breakthrough empírico para os economistas estruturalistas

Para os clássicos do desenvolvimento econômico, Nurkse, Myrdal, Rosestein-Rodan, Hirschman, Myrdal, Prebisch e Furtado, as atividades produtivas são diferentes em termos de suas habilidades para gerar crescimento e desenvolvimento. Atividades com altos retornos crescentes, alta incidência de inovações tecnológicas e altas sinergias decorrentes de divisão do trabalho são fortemente indutoras de desenvolvimento econômico. São atividades […]

Sobrevalorização cambial no Brasil dos últimos 10 anos

Forte aumento de preços de non-tradables em relação a tradables, aumento do custo unitário do trabalho (salario/produtividade), queda da indústria e expansão dos serviços, ampliação do déficit em conta corrente, crise cambial, destruição de complexidade econômica e queda de produtividade agregada.

Galileo Galilei e a complexidade econômica 

Quando Galileo Galilei apontou seu telescópio para a Lua e depois Júpiter em 1610 ele revolucionou a ciência. Não só a astronomia, mas toda a forma de pensar científica. As contribuições intelectuais de Copérnico, Giordano Bruno e até mesmo as ideias de Johanes Kepler, contemporâneo de Galileu, podiam ser “vistas” e comprovadas. Foi um breakthrough empírico […]

Países com redes produtivas locais mais sofisticadas são ricos

Os gráficos abaixo retirados do Atlas da Complexidade Econômica mostram as redes produtivas para o setor de bens transacionáveis para 4 países com exportações de mesma magnitude (entre U$250bi e U$300bi): Suíça, Malásia, Espanha e Brasil. Qual e’ a grande diferença entre esses 4 países observada nos gráficos? Suíça e Espanha tem redes mais densas, […]

Mapa complexo de exportações

Seguindo a idéia de classificação de complexidade dos produtos que resulta no indicador “product complexity index” PCI e’ possível analisar a pauta de exportação de um pais segundo a complexidade dos bens exportados ECI. Se um pais A exporta para muitos países num mercado de baixa complexidade medido por PCI baixo (digamos alpiste), suas capacidades produtivas […]

Complexidade e produtividade em economia

Pensando da ótica de uma empresa: seria possível aumentar os salários dos funcionários, pagar mais impostos ao governo, reduzir os preços para os consumidores e ainda assim ter aumentos nos lucros? Sim! Se houver ganhos de produtividade relevantes dentro dessa empresa. A produtividade gera o excedente que pode ser distribuído a todos. O mesmo raciocínio […]

Sistema monetário europeu (SME): a história se repete

Em 1992 George Soros foi um dos responsáveis pela saída da Inglaterra do sistema monetário europeu (SME ou ERM). Um esquema de bandas cambiais bolado para que países que futuramente viriam a se integrar numa moeda só (!) não praticassem desvalorizações competitivas em cima de seus vizinhos. Os câmbios deveriam permanecer dentro de faixas relativas […]

Visual da bolha imobiliária na China

O caso chinês é uma “milagre” produzido por crédito direcionado e fortíssima intervenção estatal no sentido de criar infraestrutura (portos, rodovias, ferrovias e aeroportos), capacidade de produção industrial e construções residenciais e comerciais. Representando menos de 40% do PIB, o consumidor chinês ainda não é capaz de manter a economia crescendo a 7,5% ao ano. […]