Desvio do câmbio real e conta corrente (%PIB)

Os gráficos abaixo mostram a evolução da conta corrente brasileira (desde julho de 1994 até julho de 2014) como proporção do PIB (eixo da direita) e desvios do Câmbio nominal em relação à taxa de câmbio real estimada com base no IPCA e preço das exportações brasileiras* (eixo da esquerda). É possível perceber dois grandes períodos de excessiva valorização da moeda brasileira nos anos 90 e nos últimos 5 anos, acompanhados de déficit em conta corrente perto dos 4% do PIB. Os picos de desvalorização do real foram em 1999, 2002 e na crise de 2008. A desvalorização recente da moeda brasileira sequer anulou o desvio em relação à posição indicada pelo câmbio real inflacionado desde 1994 (base 100 com conta corrente zerada em julho de 1994). O gráfico mostra que estamos muito longe ainda de corrigir nosso desequilíbrio externo e caminhar para uma posição de conta corrente mais sustentável; para tanto precisaremos de um câmbio muito mais desvalorizado.

* desvio do câmbio real calculado por Nelson Barbosa (2014) “O desafio macroeconômico de 2015-2018”, texto apresentado no 10 Forum da Escola de Economia de São Paulo, em 15 e 16 de Setembro de 2014

desvio_cc

2 thoughts on “Desvio do câmbio real e conta corrente (%PIB)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *