Dólar em alta, euro em baixa?

A ata do Banco Central americano de Setembro registrou que a economia mundial corre riso de desaceleração, com destaque para a zona do Euro. Registrou também a preocupação com possíveis efeitos deflacio0nários da valorização do dólar. Desde que as más notícias começaram a sair em relação ao nível de atividade na Europa e Japão, o dólar começou a se valorizar, especialmente com a perspectiva de alta de juros nos EUA e redução de juros no EURO com mais “quantitative easing”.  A queda na produção industrial na Alemanha de 4% em Agosto jogou mais força nesse movimento. Commodities têm caído também na esteira desses desdobramentos. A questão mais relevante para o futuro próximo é “se” e “quando” o FED começará a elevar a taxa de juros. A desaceleração de Europa, Japão e até mesmo China para os próximos meses já está precificada. A dúvida fica com os próximos passos do FED. E nesse sentido a apreciação recente do dólar e desaceleração da zona do euro podem postergar a alta de juros. Apesar do fortalecimento do mercado de trabalho americano, não está claro ainda se o crescimento voltou por lá. A treasury de 10 anos tocando a mínima desde junho de 2013 é uma indicação disso. O recorde de mínima do juro longo alemão atesta os temores com crescimento no coração da Europa.

DXY semanal - 20141028

Deixe uma resposta