Minas e poços de petróleo: Australia, Chile, Arabia Saudita, Kuwait, Noruega, Qatar e Emirados Arabes

Alguns países tem uma base de recursos naturais desproporcionalmente grande em relação ao tamanho da população. Nesses casos e’ possível produzir uma alta renda per capita com baixa complexidade econômica, ou seja, sem sofisticação do tecido produtivo. Alguns desses países foram alem da simples extração de recursos naturais e conseguiram desenvolver um setor de serviços sofisticado a partir da base de recursos naturais: bancos, turismo, geologia. Os casos de destaque aqui são: Australia, Chile, Emirados Árabes e Qatar. Uma estratégia de desenvolvimento para poucos, pois exige uma base de recursos naturais enorme em relação ao total da população. O mapa abaixo mostra a correlação  entre complexidade econômica e renda per capita para 120 países em 2012. Os outliers mais importantes na parte de cima são justamente esses países riquíssimos em recursos naturais.

recursos

O gráfico abaixo do Atlas da Complexidade mostra a correlação entre nível de renda per capita para 120 países e o indicador de complexidade econômica (ECI). Os países em vermelho têm mais de 10% do PIB representado por recursos naturais e tem sua reta de regressão em vermelho. Os países que não têm uma quantidade excessiva de recursos naturais no PIB estão representados pelos pontos e pela reta azul. O coeficiente de explicação R2 e’ altíssimo para os países azuis chegando a 75%. No atlas toda analise estatística rigorosa e’ conduzida com os tradicionais condicionantes ou “regressores” da literatura econômica conhecida como “growth regressions”: capital humano e escolaridade, índices de governança e instituições, corrupção e outros indicadores clássicos do banco Mundial. Os resultados de correlação entre complexidade e renda per capita continuam bastante robustos quando levados em consideração junto com esses outros índices. Sem entrar aqui numa controversa discussão em economia sobre os pressupostos teóricos necessários para se encontrar o resíduo de Solow, que são bem frágeis, do ponto de vista empírico o Atlas traz um resultado bastante robusto com fortes correlações entre nível de renda per capita e complexidade.

atlas

Atlas da complexidade, ver Países produtores de commodities que conseguiram se sofisticarDoença holandesa na Austrália e Maiores reservas de petróleo do mundo

* resumo dos fundos soberanos no mundo

IMG_4313

4 thoughts on “Minas e poços de petróleo: Australia, Chile, Arabia Saudita, Kuwait, Noruega, Qatar e Emirados Arabes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *