O caminho dos nórdicos: sofisticação produtiva

O caminho seguido pelos países nórdicos representa uma opção interessante para o Brasil e países latino-americanos. Ao invés de simplesmente continuar extraindo recursos naturais, madeira, pesca e petróleo, os países nórdicos foram capazes de dar saltos no sentido de sofisticação produtiva relacionados a essas commodities. A indústria de caminhões da Suécia, a indústria moveleira também na Suécia e Finlândia, as plataformas de exploração de petróleo e navios produzidos na Noruega e Dinamarca. O maquinário ligado à produção de móveis, mecânica e engenharia de navios, prospecção e extração de petróleo e assim por diante. Os países nórdicos foram capazes de progredir no domínio tecnológico relacionado a commodities; primeiro no processamento das mesmas, em madeira com MDFs por exemplo, e depois sendo capazes inclusive de produzir o maquinário necessário para processar e extrair commodities. A Dinamarca, por exemplo, produz hoje os maiores navios do mundo. A Suécia está junto com Finlândia e Dinamarca sempre nas posições principais dos rankings de complexidade. Aqui aparece mais um segredo dos nórdicos, o domínio da complexidade econômica, mesmo em meio à abundância de recursos naturais. As pautas de exportação abaixo de Noruega, Finlândia e Dinamarca mostram essa interessante combinação entre recursos naturais brutos e bens complexos ligados à commodities.



paper sobre o tema


 

2 thoughts on “O caminho dos nórdicos: sofisticação produtiva”

Deixe uma resposta