O fim do boom brasileiro

cut

O gráfico acima mostra a evolução do custo unitário do trabalho em dólares no Brasil, série calculada pelo Banco Central. Trata-se grosso modo da evolução da relação entre salários e produtividade no Brasil, medida em dólares. A vertiginosa subida de salários por aqui sem o acompanhamento do aumento de produtividade provocou essa subida dos custos relativos do trabalho. As margens de lucro caíram. O crédito e consumo acompanharam essa onda do gráfico que vem desde Dezembro 2004. Nos anos de 2005 a 2011 tanto investimento agregado quanto consumo agregado subiam graças a expansão de salários. O aumento de preços de commodities também ajudou, constituindo pilar fundamental do modelo CCC (crédito, commodities e consumo). Esse modelo se esgotou. Os preços das commodities estão cedendo, o crédito se expande a taxas bem menores e o consumo perdeu o vigor.

Sobraram os altos custos trabalhistas em reais e em dólares. Como resolver esse problema nos próximos anos? Dado que os salários nominais não vão cair, só existem dois caminhos: desvalorização cambial e aumento de produtividade. A desvalorização já está ocorrendo pela via de mercado. O aumento de produtividade poderá vir pelo aumento do investimento em infra-estrutura e pela sofisticação tecnológica do tecido produtivo brasileiro: novos mercados e novos produtos. Num mundo ultra competitivo como o atual não será tarefa fácil. Talvez com uma onda de pesados investimentos em infra-estrutura e câmbio bem mais desvalorizado seja possível. Sem esse caminho o crescimento deve ficar estagnado por aqui.

ver Porque a produtividade não aumenta no Brasil? e A armadilha da renda media no Brasil

 

5 thoughts on “O fim do boom brasileiro”

  1. Uma pergunta de alguém que nunca confia nestes dados frios.
    Se com a diminuição do desemprego, há uma aumento natural dos custos de mão de obra, não há necessariamente um aumento do CUT?
    Caso associarmos o aumento do CUT com o coeficiente de GINI não estaria num processo natural de redistribuição de renda um aumento do CUT?

    1. a resposta e’ sim! o problema e’ conciliar o aumento de salario com aumento de produtividade, para que a redistribuicao de renda seja acompanhada de boas margens de lucro para se investir na industria tambem.

Deixe uma resposta