Países ricos empregam muita gente em setores manufatureiros e de serviços sofisticados e têm uma estrutura produtiva complexa

complex_setores

O gráfico acima mostra um mapa com tipos de emprego (dados aqui) no eixo y e complexidade da estrutura produtiva (dados aqui) no eixo x para 28 países em 2011. Países ricos empregam muita gente em seus setores manufatureiros e de serviços sofisticados e têm uma estrutura produtiva complexa. Países pobres não foram capazes de constituir uma estrutura produtiva complexa e são incapazes de constituir e empregar seus trabalhadores em setores de serviços sofisticados.

Detalhe nas tabelas abaixo para China e Índia que tem um porcentagem baixíssima da população nesses setores e uma população total enorme. Conseguiriam avançar no emprego de trabalhadores no setor manufatureiro e estão caminhando a passos largos para o construir um sistema produtivo complexo. No outro extremo existem países como Alemanha, Coreia do Sul e Japão com um enorme setor de serviços sofisticados, muita gente empregada no setor manufatureiro e uma estrutura produtiva altamente complexa.

populacao

O que observamos na pratica sobre o desenvolvimento econômico? Tomemos por exemplo o estado alemão de Baden-Wurttemberg que conta com 10 milhões de habitantes e produz o equivalente ao PIB norueguês e 3x mais do que o PIB português. O que se produz lá que faz com que as pessoas sejam tão ricas e eficientes? Ouro? Muito pelo contrário. A produção de riquezas naturais e agricultura é praticante irrelevante por lá. Seriam os restaurantes, as farmácias, hospitais, shopping centers e cabeleireiros a fonte de tanta produtividade e riqueza? Também não. A grande fonte de riqueza e produtividade desse estado está na produção de bens transacionáveis complexos e serviços sofisticados. Aí se baseiam companhias como Porsche, Hugo Boss, Zeiss, Mercedes e SAP e inúmeras outras nas áreas de mecânica de precisão e maquinaria .

O estado não é rico graças aos seus recursos naturais, é rico por conta de sua rede produtiva altamente sofisticada que abastece o mundo inteiro com bens transacionáveis complexos. Ainda na mesma região, no estado vizinho da Bavaria os destaques são:  BMW, Audi, Siemens, Continental, MAN, Puma e Adidas. Uma maneira simples para se entender o que é desenvolvimento econômico é pensar em termos de sofisticação produtiva. São ricos e desenvolvidos aqueles países capazes de produzir e vender no mercado mundial bens complexos e serviços sofisticados. São pobres aqueles apenas capazes de produzir e vender coisas simples e rudimentares. Por isso o desenvolvimento econômico pode também ser entendido como a capacidade de uma sociedade de conhecer e controlar técnicas produtivas, especialmente nos mercados mundiais mais relevantes.

ppc_eci

bom paper sobre o temapaper resumo sobre complexidade

dados_gerais

mapa_empregos_mundo

3 thoughts on “Países ricos empregam muita gente em setores manufatureiros e de serviços sofisticados e têm uma estrutura produtiva complexa”

  1. Boa noite, Paulo.
    Achei o tema muito atraente para uma pesquisa de monografia, gostaria de saber se tem artigos científicos publicados sobre o tema? Para ajudar na pesquisa.

    Att,
    Larissa Chaves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *