Superavit em conta corrente do BP não tem nada a ver com poupança: trata-se de sofisticação produtiva

O gráfico acima mostra uma correlação entre a posição em conta corrente do balanco de pagamentos como proporção do PIB nos últimos 12 meses (dados aqui: https://pt.tradingeconomics.com/) e a sofisticação produtiva em 2015 (ou complexidade econômica, dados aqui: http://atlas.media.mit.edu/en/rankings/country/ ) para mais de 100 países. A posição de conta corrente é no fundo uma questão empresarial e produtiva. Sistemas sofisticados e complexos são capazes de produzir muito e abastecer o mundo; também coletam muitos royalties e lucros. Esses lucros empresariais robustos aparecem como “poupança”. Não tem nada a ver com o consumidor que poupa ou “cultura asiática”. É lucro mesmo, competência técnica e capacidade produtiva. O gráfico abaixo mostra a relacao entra complexidade produtividade e a conta corrente ajustada pelo ciclo econômico (crescimento do PIB em 12 meses + conta corrente em 12 meses). A relação se mantem também.

2 thoughts on “Superavit em conta corrente do BP não tem nada a ver com poupança: trata-se de sofisticação produtiva”

Deixe uma resposta