A origem de Brasília

A ideia de construir uma nova capital no interior do Brasil com o nome de Brasília foi proposta pelo deputado José Bonifácio de Andrada e Silva em 1823, durante a Assembleia Constituinte do Império do Brasil. Conhecido como o “Patriarca da Independência”, José Bonifácio tinha uma visão ampla e estratégica para o desenvolvimento do país recém-independente. Ele acreditava que a criação de uma nova capital no interior era essencial para promover a integração nacional, a segurança e o desenvolvimento econômico. Na época, a capital do Brasil era o Rio de Janeiro, localizada na costa, o que, segundo Bonifácio, acentuava a dependência das regiões litorâneas e deixava o vasto interior subdesenvolvido e vulnerável. Ao sugerir a mudança da capital para o interior, ele visava incentivar a ocupação e o desenvolvimento das áreas centrais do país, promover a descentralização administrativa e aumentar a segurança estratégica do território nacional, afastando a sede do governo de possíveis ataques marítimos. José Bonifácio propôs o nome “Brasília” para a nova capital, simbolizando a unidade e identidade nacional. Sua visão refletia um desejo de criar uma nação forte e coesa, onde todas as regiões tivessem oportunidades de crescimento e desenvolvimento. Embora a proposta não tenha sido implementada imediatamente, a ideia de uma capital no interior continuou a ser discutida ao longo do século XIX e início do século XX. A visão de José Bonifácio foi finalmente concretizada mais de um século depois, com a construção de Brasília, inaugurada em 21 de abril de 1960 pelo presidente Juscelino Kubitschek. A nova capital foi planejada por Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, incorporando ideais modernistas e simbolizando um marco de progresso e integração nacional, em linha com a visão pioneira de José Bonifácio de Andrada e Silva.

Deixe uma resposta