A superficialidade do índice de liberdade econômica

Usado no universo da blogosfera e do YouTubenomics o índice de liberdade econômica na verdade é uma construção frágil e “marketeira” do livre mercardismo primitivo. Nenhum trabalho acadêmico e científico sério usou ou testou empiricamente esse índice. Talvez a consideração mais relevante a esse constructo tenha sido dada por jeff Sachs em seu livro “The end of poverty”; o autor mostra a irrelevância e insignificância do índice numa das passagens de seu livro. A ideia simplista do indice é da que onde há mais “liberadade econômica” o capitalismo floresce. Na verdade não foi isso que se observou na história. Os primeiros passos das atuais potências sempre foi proteger sua indústria para num segundo momento, depois de manduros, se abrir e defender o liberalismo. Assim foi com Inglaterra, EUA, Alemanha, Japão, Coreia, Índia e China, entre outros. Deixo aqui algumas referências de trabalhos e livros sérios sobre o tema. Vídeo que gravei sobre o tema:

Rodrik sobre politica industrial

https://drodrik.scholar.harvard.edu/publications/industrial-policy-twenty-first-centuryhttps://www.nber.org/papers/w23378

Rodrik sobre abertura comercial:

https://www.nber.org/papers/w23378

FMI sobre politica industrial

https://www.imf.org/en/Publications/WP/Issues/2019/03/26/The-Return-of-the-Policy-That-Shall-Not-Be-Named-Principles-of-Industrial-Policy-46710

John Williamson sobre liberdade de fluxos de capital:

https://www.amazon.com.br/Curbing-Boom-Bust-Cycle-Stabilizing-Emerging/dp/0881323306

Alguns livros sobre o tema:

1 thought on “A superficialidade do índice de liberdade econômica”

Deixe uma resposta