Brasil pode virar a meca de veículos híbridos do planeta

Me lembro quando era criança tínhamos um carro a álcool, fruto do programa Proálcool desenvolvido como resposta do Brasil ao choque do petróleo. Nas manhãs frias o carro simplesmente não ligava! alguns anos depois os modelos vinham com um pequeno reservatório de gasolina que conseguia dar o arranque no motor. Quando pegava o carro demorava 15 minutos para “esquentar”, só então podia andar. Alias algo parecido tem acontecido com os veículos elétricos no inverno frio de Chicago e NY. Quem diria que nosso Proálcool desaguaria nos carros flex e hoje o Brasil pode ser a fronteira tecnológica mundial de carros hibridos movidos a etanol! A Stellantis anunciou que investirá R$ 30 bilhões no Brasil ao longo dos próximos 5 anos, marcando o maior investimento anunciado pela indústria automobilística para o país. Esses recursos serão destinados à produção de carros híbridos, sendo que o primeiro modelo está programado para estrear no segundo semestre de 2024. A mais recente revelação do plano da Stellantis supera todos os outros investimentos recentemente divulgados pela indústria automobilística no Brasil. A nova iniciativa terá foco principalmente na produção de veículos híbridos movidos a etanol. Com esse novo programa, o investimento total dos fabricantes de veículos leves (automóveis e comerciais) no Brasil para a década atual atinge R$ 87,8 bilhões. Dessa quantia, R$ 67,2 bilhões representam os compromissos combinados anunciados nos últimos três meses por General Motors, Volkswagen, Renault, Nissan, Hyundai e Toyota. A Stellantis, uma multinacional formada há três anos pela fusão de 14 marcas de automóveis, notavelmente Fiat, Chrysler, Jeep, Ram, Peugeot e Citroen, ocupa uma posição de destaque no mercado brasileiro. Em 2023, a receita global do grupo atingiu 190 bilhões de euros. O objetivo da empresa é proporcionar mobilidade segura, limpa e acessível para a classe média, reconhecendo os desafios de alcançar veículos 100% elétricos globalmente devido à fragmentação do mundo. O programa Mover, voltado para a descarbonização do setor automotivo, tem previsão de ter suas regulamentações publicadas até o final deste mês e está por trás desses anúncios bilionários. Lançado por meio de Medida Provisória no final do ano passado, o programa Mover tem como objetivo a descarbonização do setor automotivo. O programa, juntamente com outras medidas governamentais, tem estimulado investimentos por parte das montadoras.

https://sucroenergetico.revistaopinioes.com.br/pt-br/revista/detalhes/19-comparacao-entre-hibrido-com-etanol-e-eletrico/

https://www.media.stellantis.com/br-pt/corporate-communications/press/stellantis-apresenta-tecnologia-bio-hybrid

https://www.nbcnews.com/business/autos/ev-battery-range-cold-weather-charging-rcna134355

Etanol é o nosso caminho para para a transição energética nos carros

 

1 thought on “Brasil pode virar a meca de veículos híbridos do planeta”

Deixe uma resposta