Memórias de um latino-americano! Crises cambiais nos 90 foram abundantes

Me lembro bem do final de 1994, início de 1995. O plano real acabava de ser lançado e a economia mexicana estava prestes a quebrar. Fruto de uma âncora cambial para acabar com a inflação implantada em 1987, o peso mexicano estava completamente fora do lugar. Sobrevalorizado e sofrendo um enorme ataque especulativo. O aumento […]

Touros e o ursos no mercado financeiro

Diz a lenda de Wall Street que o touro representa mercados em alta, preço de ativos subindo; o touro ataca com seu chifre de baixo para cima. O urso representa mercados em baixa, preços de ativos em queda; a patada do urso vem de cima para baixo. Não se sabe ao certo se essas histórias […]

A impressão de moeda não causa inflação (necessariamente)

Uma das grandes controvérsias entre economistas até hoje diz respeito à chamada questão da neutralidade da moeda. Para economistas de corte mais keynesiano, a moeda tem efeitos reais na economia, ou seja, é capaz de afetar nível de produção, emprego e renda. Para economistas da linha neoclássica a moeda tende a ser neutra, especialmente no […]

Pense rápido e devagar: chimpanzés e analistas no mercado financeiro 

Em seu maravilhoso livro Pense rápido e devagar, Daniel Kahneman nos conta sua jornada para analisar de maneira detalhada como os seres humanos tomam decisões de fato. Um livro que também nos ajuda e entender esse percurso intelectual é o Undoing Project do Michael Lewis. Daí nasceu o que se chama hoje de “economia comportamental” […]

Cisnes negros e eventos extremos no mercado financeiro

Um dos maiores equívocos da teoria de finanças moderna tem sido tratar o retorno dos ativos como gaussiano, ou seja, seguindo padrões normais. Ao ignorar o que agora se chama de “fat tails”, toda classe de modelos do tipo VAR causou estragos consideráveis em portfólios mundo afora. O problema de se usar a curva normal […]

A bolha, a dívida e o excesso de oferta: no Brasil também

Sempre caminham juntos. Por isso quando uma bolha estoura, a próxima demora a se formar. O preço dos ativos que lastreia as dívidas sobe e isso aumenta a capacidade de alavancagem dos endividados, a demanda por esses mesmos ativos sobe e cria uma bolha. A oferta responde, só que de maneira lenta: quando “tudo” fica […]

Movimentos da taxa de câmbio: cuidado!

O gráfico acima mostra a evolução da taxa de câmbio nominal R$/US$ desde o início de 2005 até o final de 2016. Podemos observar quatro grandes períodos de desvalorização da moeda brasileira: o final do regime em Janeiro de 1999, o ataque de 11 de Setembro de 2001, a transição para o governo Lula e […]

Taxas flutuantes de câmbio: momento Minsky no Brasil em 2015

O aumento explosivo do preço de non-tradables brasileiros em termos de dólares ate 2015 não foi, certamente, resultado de um aumento de produtividade e salários como gostaríamos. Inúmeros trabalhos mostravam que a moeda brasileira estava relativamente sobrevalorizada, tanto a partir de medidas de desvios de PPP (Paridade do poder de compra) com ajustes de produtividade, […]