A complexidade das manufaturas ou o que produz uma “knowledge economy”?

Para os clássicos do desenvolvimento econômico a industrialização sempre foi o caminho por excelência para se desenvolver e aumentar a produtividade de um país. Os argumentos estruturalistas têm como pilar a ideia de que o setor industrial e’ a chave para o aumento de produtividade de uma economia. Desde o argumento da tendência declinante dos termos de troca, passando pela ideia de Prebsich de […]

Mapa da complexidade produtiva e dos empregos no mundo

O mapa acima mostra a participação dos empregos industriais e serviços empresariais no total de empregos de diversos países emergentes e desenvolvidos no eixo y e suas respectivas complexidades econômicas no eixo X. O Brasil se destaca com o pior nível de emprego industrial entre os emergentes e com um dos mais baixos níveis da amostra. […]

Só países ricos e de renda média são capazes de produzir carros, por quê?

A rede abaixo com 117 países e 4.822 links mostra a configuração do comercio mundial de carros representada pelos principais exportadores do mundo. Japão se destaca exportando para 204 países em 2014, de um total de 234 países no mundo. Quanto maior o HUB, maior a quantidade de países atingidos pelo pais exportador. Trata-se de […]

São Paulo produz 4x mais do que Minas e Rio e 20x mais do que os estados do Nordeste

Complexidade produtiva é indústria e serviços empresárias escaláveis. Quando instalada essa estrutura vira uma bomba de sucção regional graças às absurdas economias de escala e escopo. A nova geografia econômica explica isso de maneira ridiculamente simples. Podemos ler também que a complexidade produtiva (o ECI) mede o conhecimento acumulado no sistema produtivo de cada pais. […]

A rede global de patentes: manufaturas dominam

A rede acima apresenta um mapa global de 6 milhões de patentes que caracterizam a proximidade e dependência entre áreas tecnológicas. Aborda a estrutura tecnológica incorporada na rede de conexão entre patentes. A distância entre as áreas de tecnologia baseia-se na análise da co-ocorrência de códigos IPC atribuídos aos documentos de patente individuais. A classificação […]

Uma nova maneira de entender a Desigualdade Econômica no Brasil

Em maravilhoso paper sobre o tema, Hartmann et al (2016) mostram que o enorme avanço em termos de redução de desigualdades da Ásia dinâmica está relacionado ao aumento da sofisticação produtiva e complexidade econômica. A manutenção da desigualdade da América Latina se deve a uma estrutura produtiva ainda “arcaica”, baseada em commodities, de baixa complexidade e […]

Por que não somos ricos? Complexidade Econômica para entender a Riqueza e Pobreza das Nações de forma simples

O processo de desenvolvimento sempre intrigou os economistas. Pensadores do passado – como o italiano Antonio Serra, de Nápoles, no início do século XVII; John Cary, de Bristol, no final do século XVII; ou Duarte Ribeiro de Macedo, de Portugal, na mesma época – indagavam sobre o que fazer para acelerar o progresso do reino […]

A Cepal acertou: analise de complexidade para entender Prebisch e Furtado

Os antigos economistas do desenvolvimento, também conhecidos como estruturalistas, dividiam-se em duas principais correntes: uma anglo-saxã e outra latino-americana. Ambas as vertentes baseavam suas análises sobre desenvolvimento econômico em conceitos de “linkages” ou ligações produtivas, complementaridades, armadilhas de pobreza e dualismos. A visão estruturalista definia o desenvolvimento econômico como uma transformação radical na estrutura produtiva […]