Para entender as grandes depressões no mundo rico

O gráfico abaixo mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

Breve histórico da taxa de juros real no Brasil

O gráfico acima mostra a evolução de nossa taxa de juros desde o início do plano real. A fase de 96-99 exibe a maior média do período. Começamos o plano real com SELIC acima de 50% ao ano para conter o excesso de aquecimento da economia no contexto do plano de estabilização. As crises da […]

Impressão de moeda e inflação nos EUA

Por incrível que pareça muitos economistas acreditam ainda que impressão monetária gera necessariamente inflação. Nunca se imprimiu tanto dinheiro nos EUA, a inflação por lá está no nível mais baixo de décadas; aliás grande preocupação do FED. Acreditar que impressão monetária gera necessariamente inflação significa ignorar os canais de crédito, confiança, demanda por liquidez e […]

O juro “neutro” e a trajetória da taxa de câmbio no Brasil

Os choques de juros na economia brasileira desde a implantação do Real decorreram de depreciações cambiais no período de câmbio flutuante ou de reversões de fluxos de capital na época do câmbio fixo. Os juros altos dos últimos 20 anos foram fruto da fragilidade de nossas contas externas e de grandes desvalorizações de nossa moeda. […]

Trajetória fiscal, risco país, apreciação cambial e as conexões com a politica monetária

A recente comunicação de política monetária trouxe elementos claros em relação aos gatilhos que o BCB observa para seus próximos passos na condução politica monetária: a-) A ancoragem das expectativas de médio e longo prazo; b-) A queda da inflação corrente, em especial, os preços ligados a choques não relacionados a política monetária (alimentos) e […]

Desvio do câmbio real e conta corrente (%PIB)

Os gráficos abaixo mostram a evolução da conta corrente brasileira (desde julho de 1994 até julho de 2014) como proporção do PIB (eixo da direita) e desvios do Câmbio nominal em relação à taxa de câmbio real estimada com base no IPCA e preço das exportações brasileiras* (eixo da esquerda). É possível perceber dois grandes […]

Emissão monetária e deficit publico não geram necessariamente inflação

Uma das grandes controvérsias entre economistas até hoje diz respeito à chamada questão da neutralidade da moeda. Para economistas de corte mais keynesiano, a moeda tem efeitos reais na economia, ou seja, é capaz de afetar nível de produção, emprego e renda. Para economistas da linha neoclássica a moeda tende a ser neutra, especialmente no […]

A impressão de moeda não causa inflação (necessariamente)

Uma das grandes controvérsias entre economistas até hoje diz respeito à chamada questão da neutralidade da moeda. Para economistas de corte mais keynesiano, a moeda tem efeitos reais na economia, ou seja, é capaz de afetar nível de produção, emprego e renda. Para economistas da linha neoclássica a moeda tende a ser neutra, especialmente no […]

O Bitcoin é uma “anti-moeda”: cuidado!

Mas afinal de contas o que e’ a moeda? Num sistema fiduciário ou “de confiança”, ou seja sem lastro, o que da’ valor a moeda e’ uma lei nacional que obriga a liquidação de contratos e transações numa determinada “moeda domestica”. Ou seja, o sistema contratual e institucional e’ que da’ valor a moeda. Claro […]

Como o Banco Central imprime moeda e define a taxa de juros de curto prazo no Brasil?

A lei da autonomia para o Banco Central do Brasil imprimir moeda (na verdade sao creditos nas contas dos grandes bancos brasileiros que por sua vez repassam para outros bancos menores). O BC por sua vez regula a quantidade de moeda na economia a partir da meta de juros definida no Copom (comitê de política […]

Juro alto no Brasil: fim de um tabu em 2012?

A crise de 2012 criou uma oportunidade única para o Brasil corrigir uma de suas maiores anomalias macroeconômicas: o juro real de curto prazo desproporcionalmente alto. O grande temor por aqui sempre foi que o juro baixo causaria crescimento explosivo e descontrole da inflação, especialmente por conta do excesso de gastos do governo que pressiona […]

Taxas de juros prefixadas derretendo no Brasil em 2012

Ainda sobre os efeitos da crise mundial no Brasil e sobre as decisões recentes do BC vale a pena dar uma olhada na curva de juros. Um colapso! O que aconteceu? De repente todos acham que a inflação vai cair e que os juros devem cair? Parece que sim. Nesse ano nosso crescimento não deve […]

Alavancagem no Brasil e no Mundo

O principal motor de crescimento no Brasil nos últimos anos foi a expansão do crédito. O estoque crédito/PIB saiu de 20% em 2002 e foi próximo a 60%. Houve forte expansão no crédito imobiliário, crédito para consumo e automóveis. O crédito nos bancos públicos também aumentou de forma considerável e o tesouro injetou mais de […]

Sistema monetário europeu (SME): a história se repete

Em 1992 George Soros foi um dos responsáveis pela saída da Inglaterra do sistema monetário europeu (SME ou ERM). Um esquema de bandas cambiais bolado para que países que futuramente viriam a se integrar numa moeda só (!) não praticassem desvalorizações competitivas em cima de seus vizinhos. Os câmbios deveriam permanecer dentro de faixas relativas […]

Fôlego externo de 2014: até quando?

A grande questão para a economia brasileira hoje é a nossa real capacidade de endividamento externo. Até quando poderemos financiar um déficit em conta corrente entre U$75 e U$80 bilhões? Nenhum governo fará o ajustamento necessário: a desvalorização do câmbio real. Esse ajuste é muito custoso em termos de inflação e os governos tendem a […]