O comércio mundial visto como uma rede

Na modelagem usada por Hidalgo e Hausmann (2012) https://atlas.media.mit.edu/en/resources/methodology/ as relações de comércio mundial podem ser entendidas como uma rede bipartite complexa (figura abaixo) formada a partir de três simples hipóteses: i)produtos do comércio mundial necessitam de capacidades locais não transacionáveis para serem produzidos, ii)cada país pode ser caracterizado por um conjunto dessas capacidades locais, iii)países só podem produzir […]

A CEPAL estava certa: big data, redes complexas scale-free e padrões centro-periferia no comércio mundial

A regressão acima mostra que há uma correlação importante entre o número total de arestas de cada país no comercio mundial e renda per capita; quanto mais próximo do centro da rede global de comércio esta o pais, maior a renda per capita. Tanto número total de links quanto renda per capita aumentam de forma […]