Da fábrica de Charles Chaplin à Universidade Produtiva: capital humano na indústria moderna

*escrito com Fausto Oliveira da revolução industrial brasileira

A fronteira tecnológica do mundo produtivo de hoje é ocupada por empresas que não podem mais ser definidas de maneira simples. São empresas múltiplas que ao mesmo tempo são indústria de transformação, prestadoras de serviço, centros de pesquisa e desenvolvimento, criadoras de futuro. Na verdade, são Universidades Produtivas. Altamente flexíveis, construídas sobre o conhecimento e a inovação permanente. Elas inovam no produto, na comercialização, nos serviços associados e nos modelos de negócio. As Universidades Produtivas inovam tanto que se tornaram a própria inovação. estão longe daquela visão caricatural da fábrica de Charles Chaplin, do chão de fábrica com cheiro de limalha de ferro!

Curso EAD Online Crônicas da Guerra industrial no mundo com Fausto Oliveira, matrículas abertas até sexta-feira 4/Setembro


Revolução industrial brasileira:


Início

Deixe uma resposta