Desindustrialização no Brasil e perda de capacidades tecnológicas

O problema nao esta na produção de commodities per se, a questão chave e’ se o pais e’ capaz de caminhar downstream ou upstream na cadeia das commodities para aprender a fazer produtos mais sofisticados. O desenvolvimento econômico e nível de renda per capita dependem fortemente das capacidades produtivas locais e da habilidade de produzir bens complexos. Ficar so em commodities não da. Países que tiveram sucesso nessa tarefa: EUA, Noruega, Finlândia, Malásia, Tailândia e Canada.

Ascensão e queda da complexidade produtiva da economia brasileira:1964-2014

A maioria dos países produtores de commodities não é capaz de desenvolver sua cadeia de produção upstream

Construindo complexidade: uma nova maneira de encarar o processo de desenvolvimento econômico

Minas e poços de petróleo: Australia, Chile, Arabia Saudita, Kuwait, Noruega, Qatar e Emirados Arabes

3 thoughts on “Desindustrialização no Brasil e perda de capacidades tecnológicas”

  1. Bom dia. Falou tudo. Compartilho da mesma visão. Vivemos apenas exportando comodities para importar bens de valor agregado. Em outras palavras exportamos ferro e compramos carros e geladeiras feitos com o mesmo, exportamos bananas e compramos o doce pronto, exportamos petróleo e importamos suus derivados. Temos recursos e matéria prima mas não transformamos em bens de valor para exportamos. Isso sempre me incomodou. Parabéns pelo artigo

Deixe uma resposta