Do acordo de Washington ao “consenso” de Washington: A história da companhia siderúrgica nacional (CSN)

*escrito com Gabriel Galipolo

No final de segunda guerra mundial Getúlio Vargas fechou um acordo com F.D.Roosevelt para recebe tecnologia americana para construir nossa primeira siderúrgica nacional de grande porte, a CDN em Volta Redonda. Em troca permitiu aos americanos usarem nossa base de lançamentos em natal, uma espécie de cabo canaveral brasileiro com ótima localização para lançamento de foguetões. Se comprometeu também a segurar preços de commodities e não usar nosso poder de monopólio. Pede também Apoio para nossa FNME de veículos e ALCaLIS empresa de químicos. O general Park Chung faria algo parecido com Japão na Coreia dos anos 70 para criar a estatal, hoje gigante mundial, POSCO. Assim se faz um país!

Documentário sobre o tema:

https://www.google.com.br/amp/s/www.cartacapital.com.br/cultura/de-vargas-a-lula-documentario-reflete-sobre-a-industrializacao-3679/amp/

Artigo sobre tema:

https://amp.dw.com/pt-br/brasil-relutou-at%C3%A9-entrar-na-guerra-ao-lado-dos-aliados/a-18426613

1 thought on “Do acordo de Washington ao “consenso” de Washington: A história da companhia siderúrgica nacional (CSN)”

Deixe uma resposta