O Estado já está pensando em 6G na China e Coréia do Sul

*escrito com Daniel Bispo

Com excelente trabalho e pioneirismo, a Huawei se consolidou como a grande expoente da tecnologia 5G e deu grande vantagem competitiva a China. Aproveitando da vanguarda do sucesso, a Huawei quer ser também a pioneira no 6G e já estipula que em 2030 a tecnologia terá plena aplicação real. O 6G permitirá mirar em uma velocidade de conexão de 1 Tb/s, operando no espectro de frequência de 1 THz. Isso tornaria real a possibilidade de cidades, estados e países se tornarem totalmente conectadas a rede de internet. Uma empresa Estatal Chinesa, a China Mobile, disponibilizou cerca de 10 mil pessoas para o desenvolvimento da tecnologia, com um gasto anual em ciência que passa dos 20 bilhões de yuans. No entanto, outros países também já estão nas pesquisas para desenvolver o 6G. As sul-coreanas Samsung e LG trabalham juntas do instituto Estatal KAIST (Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia) para não ficar para trás na corrida. A equivalente da ANATEL nos EUA, a agência Estatal FCC (Comissão Federal de Comunicações), já abriu as frequências entre 95 GHz e 3 THz para fins experimentais, dando um passo precioso na corrida pelo pioneirismo do 6G. Mais uma vez, o Estado na frente das inovações e nas pesquisas de longo prazo.

Fontes:

1.https://www.tecmundo.com.br/internet/142021-5g-coisa-passado-moda-trabalhar-6g.htm

2.https://canaltech.com.br/telecom/huawei-ja-esta-trabalhando-em-tecnologia-6g-146855/

3.https://tecnoblog.net/305969/o-que-e-6g/

4.https://tecnoblog.net/302977/huawei-comeca-pesquisa-redes-6g/

Deixe uma resposta