No Brasil tentamos e não deu certo: por quê?

Nossa política industrial foi bruta, o fechamento dos anos 80 muito forte e no final nem o estado nem as empresas brasileiras foram capazes de montar um sistema competitivo e eficiente para encarar a economia mundial. A política industrial do leste da Ásia conseguiu! Vamos estudar o que eles fizeram? Nosso sistema industrial avançou muito mas ficou aquém do que seria necessário: não criamos campeões mundiais nem dominamos a produção de bens intangíveis intensivos em ideias. De novo a Ásia do Leste (Coréia e China conseguiram), vamos entender o que eles fizeram? Hoje com análise de complexidade produtiva e com a nova literatura de política industrial para o século XXI podemos entender tudo isso no detalhe.

Com as novas metodologias de análise de redes complexas podemos agora enxergar em maior resolução a evolução dos sistemas produtivos dos diversos países nos últimos 50 anos. Utilizando as rubricas e dados de comércio internacional é possível analisar a pauta exportadora e capacidades produtivas de mais de 120 países em até 8000 produtos para determinados anos. Essa metodologia empírica traz novas e importantes informações para o estudo de políticas industriais que deram certo e errado ao redor do mundo. A metodologia calcula densidades e proximidades de sistemas produtivos de diversos países em relação a cavalidade de fazer produtos mais sofisticados. É possível também acompanhar ao longo do tempo trajetórias de sucesso (Coreia do Sul) e trajetórias de relativo fracasso (Brasil).

https://www.paulogala.com.br/como-coreia-superou-armadilha-da-renda-media-explicacao-partir-da-otica-das-redes-e-complexidade-economica/

Até o FMI agora diz que pode política industrial!😳

https://www.imf.org/en/Publications/WP/Issues/2019/03/26/The-Return-of-the-Policy-That-Shall-Not-Be-Named-Principles-of-Industrial-Policy-46710

Deixe uma resposta