O auxílio emergencial custa R$50 bilhões por mês. Deve continuar? Live com Alberto Almeida, Felipe Salto e Manoel Pires

Contas preliminares do Instituo Fiscal Independente mostra um custo fiscal mensal de R$50 bilhões para o auxílio emergencial. O orçamento da União para a saúde é de R$100 bilhões por ano. A conta de juros anual está na casa de R$250 bilhões. O déficit primário do governo nesse ano pode se aproximar de R$900 bilhões. A dívida pública deve aumentar em 10% do PIB. Quais são as prioridades do país no momento? Live com Alberto Almeida, Felipe Salto e Manoel Pires sobre o tema:

Deixe uma resposta