O desenvolvimentismo do Marques de Pombal em Portugal acabou por conta da abertura dos portos para os ingleses no Brasil

*escrito com Ricardo da Silva Carvalho, economista FEA/USP e Alberto Almeida O Marquês de Pombal começou uma política desenvolvimentista usando o mercado cativo brasileiro (já expressivo para os padrões da época) como alavanca para o desenvolvimento manufatureiro português. Estava indo muito bem até os ingleses “chutarem a escada” com o tratado de livre-comércio de 1810. … Continue lendo O desenvolvimentismo do Marques de Pombal em Portugal acabou por conta da abertura dos portos para os ingleses no Brasil