O grande roubo de tecnologias e patentes feito pelos EUA na segunda guerra mundial

*escrito com Pedro Cavalcante

Após a segunda guerra mundial os vencedores Estados Unidos, Inglaterra e União Soviética levaram o legado tecnológico da Alemanha nazista. Um enorme baú tecnológico. Muita coisa que esses países produzem até hoje se deve a derrota de Hitler e a essa apropriação tecnológica. O roubo de tecnologias e espionagem industrial são constantes na história do capitalismo. “Aos vencedores pertencem os espolios” é um ditado americano (atribuído a Andrew Jackson); uma prática americana como foi o caso do “Grande Roubo de Patentes de 1946.” Feita política oficial na Segunda Guerra Mundial pela Ordem Executiva 9604 do Presidente Harry Truman, também conhecida como “Licença para Roubar”, que permitiu aos agentes do governo dos EUA executar o maior roubo da história mundial : o roubo de propriedade intelectual alemã (científica). Essa tecnologia que os americanos e soviéticos roubaram, de fato, alimentou alguns dos maiores avanços científicos da era moderna. os americanos e os soviéticos, simplesmente confiscaram todas as patentes, projetos, invenções etc. eles poderiam colocar as mãos sobre – militares, industriais e comerciais – independentemente do direito internacional ou da Conferência de Genebra. Uma vez nos Estados Unidos ou na Rússia Soviética, as invenções alemãs foram “reinventadas”, e carimbadas “Made in the U.S.A.” ou “XXXX”.Quando a Segunda Guerra Mundial terminou, a elite americana determinou que os Estados Unidos não voltariam ao seu estado depressivo pré-guerra, mas revitalizariam sua economia e teriam um estabelecimento militar e industrial de primeira classe. Para isso, o hardware militar avançado da Alemanha; segredos aeronáuticos e industriais seriam simplesmente confiscados e transplantados na América. Os americanos ainda hoje tem dificuldade em acreditar que seu país já foi uma nação atrasada em termos de ciência e inovações industriais. A América sob o presidente Franklin Roosevelt não conseguiu tirar o país da depressão até a segunda guerra mundial. O roubo das tecnologias alemã e a “economia de guerra” recolocaram os EUA “nos trilhos”.

Referencias:

https://nationalinterest.org/blog/buzz/nazi-germany-hoped-these-5-secret-weapons-would-win-world-war-ii-77381

https://www.456fis.org/GREAT_PATENTS_HEIST.htm#:~:text=The%20United%20States%20and%20the,%2C%20designs%2C%20inventions%20and%20trademarks.&text=When%20it%20did%20reopen%2C%20the,been%20looted%20by%20the%20Allies.

https://www.warhistoryonline.com/war-articles/8-inventions-the-us-stole-from-the-germans.html

https://news.sky.com/story/cyber-is-changing-war-but-its-peace-we-should-worry-about-11615783

 

https://www.pri.org/stories/2014-02-18/us-complains-other-nations-are-stealing-us-technology-america-has-history

3 thoughts on “O grande roubo de tecnologias e patentes feito pelos EUA na segunda guerra mundial”

  1. Levaram também os gênios, como Von Braun. E até hoje roubam patentes po9r meio de espionagem nas agências de patenteamento, notadamente, nos paises-colônia como o nosso. Se sua proposta de patente for boa, vai aparecer registrada antes por eles que por você, pois “farejaram” a invenção.

    1. Os romanos e os gregos já roubavam. O jeito é roubar também pra queimar etapas tecnológicas. É o que fazem China, Inglaterra, Japão, Índia, Israel e outros.

Deixe uma resposta