O que explica os níveis de salários de garçons em São Paulo, Teresina e NY?

R$1.000, R$500, R$5.000: por que? A produtividade dessa tarefa é grosso modo igual em cada uma dessas cidades. Vamos imaginar agora que um gerente de banco (serviço com alguma escala) ganha 10x mais do que um garçom: R$10.000 em São Paulo, R$5.000 em Teresina e R$50.000 em NY. São salários de mercado sustentados pela produtividade desses trabalhos em cada uma dessas cidades. Na função gerente de banco nessas três cidades já podemos dizer que há diferenças de produtividade e de escala nos serviços prestados. Vamos pensar agora num salário de empresa industrial médium/high tech: em Teresina não há em volume suficiente, em São Paulo o salário vai também a R$10.000 mês e em NY vai tranquilamente a R$50.000/mês. Então nesse exemplo os salários em Teresina não conseguem passar de R$5.000, não há atividades lá capazes de elevar produtividade/salário. Em São Paulo da para ir a R$10.000/ mês graças ao parque industrial e de serviços empresariais existentes. Em Ny os salários vao a R$50.000/ mês pelo mesmo motivo. E os salários dos garçons que no final tem a mesma produtividade em cada um desses lugares? Quem puxa para cima essas salários são as atividades produtivas existentes nessas regiões. Os serviços não sofisticados vão “a reboque”. O que explica essas diferenças de salários para funções com mesma produtividade são produtividades distintas nas outras atividades em cada uma dessas cidades. Quanto uma empresa pode pagar de salário? Pode pagar ate o ponto em que tiver lucro e parar de pé. De modo geral a renda per capita de Uma região tem correlação muito forte com a Complexidade produtiva! E dentro dos serviços, os escaláveis pagam mais! Dentro dos serviços não escaláveis os mais diferenciados pagam mais Do que os “serviços commodities”

O preço dos cortes de cabelo no mundo: Samuelson, Balassa, Baumol e os economistas brasileiros

[mc4wp_form id=”6441″]

2 thoughts on “O que explica os níveis de salários de garçons em São Paulo, Teresina e NY?”

  1. Paulo, ótima explicação, precisa, sintética e direta. Qual o grau de impacto dessas outras atividades complexas escaláveis na renda média de atividades não escalaveis ? O impacto é o mesmo em médicos, pedreiros e músicos? O elemento essencialidade, médico e pedreiro muito mais nesse caso, e subjetividade, como status, médico acima, nesse, impactariam mais ou menos em relação ao peso do nível de complexidade da economia? Obg

    1. De modo geral a renda per capita de
      Uma país tem correlação muito forte com a Complexidade produtiva! E dentro dos serviços, os escaláveis pagam mais! Dentro dos serviços não escaláveis os mais diferenciados pagam mais
      Do que os “serviços commodities”

Deixe uma resposta