A importância do sistema de preços “dual-track” na transição da China para uma economia de mercado

O “Sistema de Preços de Dual Track da China” refere-se a um mecanismo de fixação de preços usado na China para várias commodities e produtos, especialmente durante períodos de transição econômica e liberalização de mercado. O governo seguiu o sistema de preços de “dupla faixa” até ser abolido em novembro de 1989, conhecido como “shuangguizhi” em chinês. Isso foi feito para garantir a estabilidade e a abertura gradual dos mercados (em vez de uma estratégia de “big bang” de transformação repentina para o capitalismo, que foi tentada na Europa Oriental e na Rússia). No entanto, para fornecer incentivos às Empresas Estatais, o governo permitia a venda dos produtos a preços de mercado após as metas planejadas terem sido alcançadas.

Este sistema envolve essencialmente duas faixas de preços:

1)Preços Administrados (Preços Controlados pelo Governo): Sob esta faixa, o governo chinês regula diretamente e controla os preços de bens e serviços essenciais, como serviços públicos (eletricidade, água, gás), itens básicos de alimentação (arroz, trigo) e certos serviços públicos (tarifas de transporte público, taxas de saúde). O governo estabelece esses preços com base em considerações sociais e econômicas, visando garantir acessibilidade e estabilidade no custo de vida de seus cidadãos. Esses preços muitas vezes são mais baixos do que os preços determinados pelo mercado e têm o objetivo de apoiar o bem-estar social e a estabilidade econômica.

2)Preços de Mercado (Preços de Livre Mercado): Nesta faixa, os preços são determinados pelas forças de oferta e demanda em um ambiente de livre mercado. São os preços de bens e serviços que não são considerados essenciais ou nos quais o governo optou por permitir que as forças do mercado ditem os preços. Exemplos incluem eletrônicos de consumo, itens de luxo e vários produtos industriais e comerciais. Os preços nesta faixa flutuam com base nas condições do mercado, competição e outros fatores econômicos.

O objetivo de implementar um sistema de preços de dupla faixa é encontrar um equilíbrio entre a manutenção da estabilidade social e o crescimento econômico. O governo intervém na fixação de preços de bens e serviços essenciais para evitar aumentos bruscos e acentuados de preços que poderiam levar a distúrbios sociais. Ao mesmo tempo, permitir que as forças do mercado estabeleçam preços para outros bens e serviços promove eficiência econômica e inovação. Com o tempo, à medida que a China passou de uma economia centralmente planejada para uma economia mais orientada para o mercado, houve uma mudança gradual dos preços administrados para os preços de mercado para muitos produtos. No entanto, o governo continua desempenhando um papel significativo em setores-chave, como energia e serviços públicos, para manter o controle sobre a inflação e a estabilidade social. Vale ressaltar que os bens e serviços específicos sujeitos ao controle do governo e o grau de controle podem mudar ao longo do tempo com base nas políticas econômicas da China e nas necessidades em evolução de sua população.

1 thought on “A importância do sistema de preços “dual-track” na transição da China para uma economia de mercado”

  1. Artigo com informações substanciais, elevendo o debate sobre a China para um patamar elevado. Há muita discussão com frame ideológico que não avança um milimetro nesse campo. Temos visto, devido a ação de grupelhos de direita neoliberal e extrema direito, geralmente lideradas por jovens influêncers faladores de abobrinhas sem estudos prévios e intelectualmente desonestos, o desenvolvimento da mais completa indústria de fake news sobre a China. Paulo Gala leva a economia a sério e faz um bom trabalho.

Deixe uma resposta