Os gastadores da nação: se ninguém gasta o PIB afunda

O PIB de uma economia a cada momento do tempo depende do total de gastos agregados dos consumidores, dos empresários, dos estrangeiros e do governo (C+I+G+X). Se ninguém gasta, o PIB afunda; havendo capacidade instalada ociosa, a oferta geral da economia sempre responde a demanda. Claro que uma expansão puxada por investimento e exportações, a la Alemanha e Leste Asiático, é mais saudável do que as tradicionais expansões latino-americanas em geral lideradas por ciclos de consumo das famílias e gastos do governo (não em infra-estrutura). Um ciclo de crescimento puxado por exportações e investimentos (FBCF) gera nova e moderna capacidade instalada e traz um saldo estrutural de dólares para o pais. Ciclos de consumo de famílias e gastos do governo podem gerar dívida externa excessiva e pressão nas contas externas e na capacidade instalada se não houver resposta dos investimentos. Para saber para onde a economia vai temos que estudar o perfil e a dinâmica de gastos agregados dos agentes econômicos. As expansões e crises econômicas dependem disso. Aula sobre  o tema:



[mc4wp_form id=”6441″]

4 thoughts on “Os gastadores da nação: se ninguém gasta o PIB afunda”

Deixe uma resposta