Para entender Keynes, micro e macro em um parágrafo

Para Keynes as demandas e ofertas do nível micro “funcionam” para um dado nível de renda. Quando se coloca isso em termos dinâmicos as coisas se complicam bastante pois um pode parar de gastar porque outro deixou de comprar seu produto. O nível geral de renda pode continuar a cair nessa dinâmica sem piso visível. E se há um excesso de oferta generalizado de bens e trabalho, uma queda geral de preços e salários pode agravar ainda mais essa dinâmica pois consumidores não vão gastar e empresários não vão investir nesse contexto (isso é o essencial do raciocínio de Keynes). O governo resolve? Talvez sim, talvez não. Inclusive o governo pode atrapalhar. Mas o problema da determinação do nível agregado de renda se mantém! Sem prejuízo da eficiência alocativa do sistema de preços (que concordo claro!)

Deixe uma resposta