Plano ABDE 2030 de Desenvolvimento Sustentável para o Brasil

*escrito por Jõao Romero

Em Março de 2022 foi lançado o Plano ABDE 2030 de Desenvolvimento Sustentável no Brasil. A Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE), que reúne membros do Sistema Nacional de Fomento (SNF) composto por bancos de desenvolvimento e agências de fomento de todo o país, além da Finep e do Sebrae, desenvolveu o plano com o intuito de intensificar a contribuição dessas instituições no cumprimento das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), traçada pela Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas. Sob a coordenação da prof. Karin Vazquez, pesquisadores de várias universidades e instituições colaboraram para a elaboração do plano (Luma Ramos, Lavinia Barros de Castro, Cristina Froes de Borja Reis, João Prates Romero, Fernanda Cimini Salles, Fabrício Silveira, Samara Cristina Vieceli Piacenti, Guilherme Gonçalves Dias, Julia Mello de Queiroz, Marcio Alvarenga Junior, Camila Rizzini Freitas, Leonardo Barcellos de Bakker, Liziane Silva, Natália Gradin, Martha Silva, Ivan Aires).O Plano ABDE 2030 inova ao propor políticas estruturadas em missões, como propõe a professora Mariana Mazzucato, do IIPP do University College London. As 5 missões propostas no plano buscam o cumprimento dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), a partir de diagnóstico feito para o Brasil.

 

1)Missão Futuro digital, inteligente e inclusivo

A agenda de digitalização se apresenta como essencial para o desenvolvimento, sendo responsável pela geração de empregos (ODS8) e inovações (ODS9), e com potencial para reduzir desigualdades raciais (ODS10) e de gênero (ODS5).

 

2)Missão Ecossistema de inovação em bioeconomia e para a Amazônia

A bioeconomia oferece uma oportunidade para o Brasil promover o crescimento e gerar empregos (ODS8) em bases sustentáveis, além de melhorar a qualidade de vida da sociedade e proteger o meio ambiente (ODS15).

 

3)Missão Agronegócio engajado

A mitigação da mudança climática (ODS13) depende de transformações no campo. Grande parte das emissões de gases decorre do desmatamento gerado pela agropecuária, e padrões de consumo e produção responsáveis têm forte relação com o meio rural (ODS12).

 

4)Missão Infraestrutura e cidades sustentáveis

O potencial que a transformação de cidades (ODS11) tem para acelerar o cumprimento da Agenda 2030 é um reflexo do elevado efeito multiplicador da provisão de acesso à água e saneamento (ODS6) e à infraestrutura em geral (ODS9).

 

5)Missão Saúde como motor do desenvolvimento

O complexo industrial da saúde tem elevado potencial de geração de empregos de qualidade (ODS8) e inovação (ODS9). Por se tratar de setores de alta complexidade, apresentam menor intensidade de emissões de gases (ODS13).

 

Fortalecer e aprimorar a atuação do Sistema Nacional de Fomento (SNF) é crucial para o planejamento do desenvolvimento no Brasil. O Plano ABDE 2030 é um passo inicial nesse esforço, e traz contribuições relevantes para o debate das políticas de desenvolvimento do país.

A plano pode ser acessado pelo link abaixo:

Plano ABDE 2030 de Desenvolvimento Sustentável – Faça o download

refs:

https://www.cepal.org/en/news/eclac-wants-get-know-case-studies-impact-investments-sustainable-development-brazil

1 thought on “Plano ABDE 2030 de Desenvolvimento Sustentável para o Brasil”

  1. Nada sobre inovação tecnológica na indústria? Uma das cinco missões foca o agronegócio. Desistimos de ser um país industrializado? Vamos apenas plantar cana, soja e milho, para sempre? Patético. Inaceitável. Outra das cinco missões: bioeconomia. Parem com essa bobagem, bio tem zero a ver com economia. Pelo menos incluam uma missão #6: Inovação tecnológica na indústria de transformação. E vai também a missão #7: Conversão energética para a economia do hidrogênio verde. Agronegócio engajado… Façam o favor, não sejam ridículos. Mariana vai ficar vermelha de vergonha.

Deixe uma resposta