A rede global de patentes: manufaturas dominam

A rede acima apresenta um mapa global de 6 milhões de patentes que caracterizam a proximidade e dependência entre áreas tecnológicas. Aborda a estrutura tecnológica incorporada na rede de conexão entre patentes. A distância entre as áreas de tecnologia baseia-se na análise da co-ocorrência de códigos IPC atribuídos aos documentos de patente individuais. A classificação das tecnologias usa uma versão estendida da classificação WIPO de campos tecnológicos, desdobrando as 35 classes para 389 campos ou nos da rede acima. A distância entre os nos ou campos tecnológicos baseia-se na análise da co-ocorrência de códigos IPC de patentes atribuídos aos documentos de patente individuais. Quanto mais vezes um código é atribuído a documentos de patentes dentro de uma área, juntamente com códigos de outra área, mais forte é a relação entre esses códigos e menor a distância entre as áreas tecnológicas para as quais estes códigos pertencem. Os avanços tecnológicos não ocorrem no vácuo, dependem do que já existe em termos de estrutura produtiva e de complexidade. As manufaturas dominam a rede.

*paper aqui

Países inovadores e complexos: Brasil fora do radar

O inovação é setor específica dentro dos países, mas complexidade econômica é o que conta. Nesse interessante trabalho publicado na renomada revista world developemnt os autores mostram que nos últimos 40 anos o aumento de complexidade produtiva foi mais importante para aumento de produtividade do que a detenção de patentes. O catching up de renda per capita depende muito mais de integrar pessoas em atividades já conhecidas no mundo que apresentam maior produtividade. Nos países de fronteira tecnológica a inovação tem mais relevância. Essas inovações tendem a ser setor específica como mostra essa classificação da OCDE: as manufaturas dominam o mapa. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0305750X18303954

Complexidade é mais importante do que patentes para aumento de produtividade https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0305750X18303954

1 thought on “A rede global de patentes: manufaturas dominam”

Deixe uma resposta