Serviços em leve alta no Brasil

Bovespa registrou uma queda de 1,33%, fechando em 128 mil pontos, principalmente devido ao IPCA divulgado ontem, que surpreendeu negativamente, superando 0,4%. Além disso, o Real desvalorizou-se em relação ao dólar, alcançando quase cinco reais, em meio à perspectiva de que os juros no Brasil podem não apresentar uma redução tão expressiva. O IPCA de ontem não deve alterar significativamente a trajetória dos juros, e minha expectativa é que a Selic atinja cerca de 9% no final do ano. Embora a força não seja tão intensa, o movimento observado ontem foi de realização. Nos Estados Unidos, a elevação da taxa dos dez anos para 4,15%, associada a comentários firmes dos diretores do Fed, indicando uma postura mais cautelosa em relação aos cortes de juros, também impactou o mercado. Apesar disso, o índice atingiu os cinco mil pontos, uma máxima histórica, fechando em leve alta. A aversão ao risco predominou no cenário internacional ontem, resultando em um dólar mais forte em relação a outras moedas. Isso gerou um ambiente de menor disposição ao risco, afetando o Brasil. Hoje cedo, o CPI da Alemanha foi divulgado, mostrando uma pressão ao consumidor alinhada às expectativas, com um aumento de 0,2% no mês e 2,7% no ano para leitura de janeiro. Esse é um dado bastante positivo, indicando que a inflação na Alemanha está praticamente sob controle. Os dados de crédito favoráveis na China, divulgados ontem à noite, impulsionaram o preço do minério de ferro em 2%, trazendo boas notícias para empresas como a Vale e para a indústria siderúrgica brasileira. Além disso, o presidente do Banco Central Japonês mencionou a possibilidade de retirar os juros de curto prazo da zona nominal negativa, sinalizando uma potencial mudança na trajetória que perdura há mais de uma década. No Brasil, o destaque da manhã foi a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), que apresentou um aumento de 0,3% em dezembro, um pouco abaixo de 0,7%, mas ainda um número positivo. Isso afasta receios de uma recessão, considerando que os serviços compõem mais de setenta por cento da economia brasileira. Com o dado de hoje, é provável que tenhamos um PIB positivo no último trimestre do ano passado, dissipando os temores de uma recessão no Brasil. Ao longo do dia, teremos mais dados de serviços no Brasil, que também são relevantes, embora seja esperada uma diminuição no volume devido aos feriados de Carnaval nos próximos dias.

Deixe uma resposta