Tesla na China e Ford no Brasil: qual a diferença? (#acorda Brasil!)

Xi Jipping trabalha para transformar a China na meca de produção de veículos elétricos no mundo! As vendas de 1.2 milhões em 2020 colocaram a China com 40% das vendas mundiais, de longe a líder. Os U$180 bilhões de patrimônio pessoal de Elon Musk também se deve a seus investimentos em solo chinês. A giga fábrica da Telsa perto de Shanghai ficou pronta em pouco mais de um ano e jorra carros elétricos para abastecer o mercado interno do país. Tem capacidade de produzir 500mil carros por ano. A China é hoje o mercado mais importante para a Tesla fora dos EUA. O modelo 3 da Tesla é um dos carros mais vendidos no país. As relações de Xi Jiping e Elon Musk vão muito bem. Por quê? Xi tem a meta clara de transformar a China na potência mundial de veículos elétricos. Para isso estimulou inúmeras empresas de capital nacional com subsídios, tarifas, empréstimos para que se tornem grandes players nesse mercado. A empresa chinesa BYD (beyond your dream) já atingiu esse status, a Geely e BAIC tambem. Com auxílio de compras públicas a BYD se tornou uma das maiores empresas de veículos elétricos na China. Shenzen, por exemplo, conta com frota 100% elétrica de taxis e ônibus, em grande parte com fornecimento da BYD. A vinda da TESLA para o ecossistema de veículos elétricos chineses são um sinal claro da estratégia do partido comunista. Existe na China hoje mais de 30 grandes empresas ligadas a cadeia automotiva elétrica, todas eles de capital 100% nacional ou com JVs estrangeiras. A TESLA será a primeira empresa autorizada na CHINA a ter 100% de capital próprio sem sócio chinês. Todas outras multinacionais são obrigadas a fazer JVs com sócios locais. A BMW foi espontaneamente a China graças a ecossistema de inovação que lá existe. Nossa brasileira WEG, talvez a empresa mais complexa do Brasil, já foi para lá produzir motores elétricos. Algo parecido aconteceu no mercado de smartphones. A transferência da produção da Apple para a China em busca de menores custos acabou por criar gigantes chineses que produzem esses aparelhos! A Oppo, a Vivo e hoje a Huawei que já produz mais smartphones do que a própria Apple!.

E a Ford? A Ford veio mamar nas tetas de nossa guerra fiscal. Fez muito pouco investimento em P&D local. Comprou a Troller mas também não fez nada com isso. Apanhou da concorrência mundial e saiu do pais com a implosão de nosso mercado interno. Os governos brasileiros sem visão estratégica nada fizeram. Deram milhões de subsídios para multinacionais produzirem carros obsoletos por aqui com altos lucros! Acorda Brasil! Olha para a China!

 

Referência:

https://www.bloomberg.com/news/features/2021-01-13/china-loves-elon-musk-and-tesla-tsla-how-long-will-that-last

https://www.scmp.com/business/companies/article/3117793/chinas-ev-war-heres-how-tech-giants-will-shake-worlds-biggest

3 thoughts on “Tesla na China e Ford no Brasil: qual a diferença? (#acorda Brasil!)”

  1. qual é exatamente a troca, o que a China ganha em troca de oferecer território atrativo às multinacionais??

    1. Obrigam as multinacionais a formarem joint ventures com empresários locais, obrigam a produzirem os principais componentes ali, dessa forma vai criando-se um ecossistema industrial local que permite o desenvolvimento de tecnologia nacional. Uma das estratégias é a engenharia reversa, que permite que os chineses se apropriem do know how e desenvolvam seus próprios produtos.

  2. Existe política de incentivo para renovação de frota de táxis e de ônibus urbano. Pergunto: por que não estender essa política para motoristas de aplicativos. Mais ainda, estabelecer os veículos sejam híbridos de combustível fóssil e elétrico para os primeiros anos, até a obrigatoriedade de todos serem elétricos em 10 anos. Seria uma política de incentivo ao consumo, redução de poluentes, incentivo à inovação e ao empreendedorismo.

Deixe uma resposta