Um shopping center e uma fábrica de automóveis: qual a diferença?

As atividades econômicas são neutras do ponto de vista de geração de tecnologia, inovação e desenvolvimento econômico? Faz diferença investir em fábricas de automóveis, motores e autopeças ou shopping centers? Vejamos o Brasil dos últimos anos: uma explosão de shoppings no país. Só na faria Lima em São Paulo surgiram pelos menos uns 4. Um shopping nada mais é do que um grande imóvel que abriga varias lojas de varejo, cinemas e restaurantes. Que empregos são gerados lá dentro? Lojistas e atendentes de todos os tipos: sem Necessidade de qualificação, sem aprendizado tecnológico. Empregos de baixa qualificação e baixos salários. Os shoppings dão rios de dinheiro para os controladores! Um belo negócio imobiliário que gera pouco ou nenhum avanço tecnológico na economia. Vamos pensar agora numa fábrica de automóveis de ponta: Mercedes. O que fazem lá dentro? Desenvolvimento de inovações e tecnologias o tempo todo: motores, sistemas de transmissão, design, TI,e controle dos carros, etc… quem trabalha numa fábrica dessas? Robôs e engenheiros altamente qualificados. Salários altos e uma busca incessante por escala e conquista de mercados locais e mundiais. São negócios também altamente lucrativos para as marcas de ponta: Toyota, Hyundai, Bmw, Mercedes, etc… faz diferença para um país se concentrar na produção de shoppings ou fábricas de automóveis? qualquer atividade econômica promove o desenvolvimento econômico?

Hubs de conhecimento produtivo no mundo: ou porque o "campo de jogo" do comércio é desigual numa topocracia

O tipo de bem produzido condiciona a riqueza de uma nação

Deixe uma resposta