Visual simples da desigualdade de uma estrutura produtiva: Coréia do Sul e Peru

Num instigante trabalho que conecta complexidade, instituições e desigualdade Dominik Hartman et el conseguem demonstrar de maneira robusta que países mais complexos apresentam níveis de desigualdade menores medidos por coeficientes gini. Os autores constroem uma criativa metodologia de índice gini ajustado por complexidade do tecido produtivo e chegam a resultados impressionantes em termos de correlações entre o que se produz e quão desigual, internamente, é um país. Ver paper de Dominik Hartman et al (2015) aqui



A desigualdade de um país diminui conforme sua complexidade econômica aumenta 

Deixe uma resposta