Minha Jornada Através dos Livros: Como Fortaleci Minha Convicção no Estado como Catalisador da Industrialização

Minha visão sobre o Estado e industrialização foi moldada através da literatura. 1. Chutando a Escada Desenvolvimento não é uma via única. Ha-Joon Chang, ao desvendar as estratégias das nações ricas, mostrou que as políticas protecionistas e a intervenção estatal foram chaves para seu crescimento. As nações desenvolvidas usaram o Estado como uma ferramenta antes […]

Política cambial e Desenvolvimento Econômico na China

O câmbio subvalorizado chinês foi parte de uma estratégia que vem dando certo já desde os anos 80. Ao promover a competitividade de seus produtos, o governo chinês foi capaz de implementar, junto com outras políticas, um enorme upgrade na indústria. Esse modelo de crescimento puxado por exportações tem funcionado muito bem, como aliás funcionou […]

Será o fim do novo normal no mundo?

O mundo desenvolvido não consegue crescer na velocidade de outros tempos, o desemprego europeu é enorme, os empregos criados nos EUA desde 2008 remuneram mal e a participação dos americanos na força de trabalho ainda é baixa para padrões históricos. Os empregos gerados nos EUA nos últimos anos têm se concentrado em serviços de baixa […]

A concorrência mata, o monopólio sobrevive: o capitalismo leva a concentração de mercado

O jogo do capitalismo hj e´claro: monopólios e finanças. Nos EUA duas empresas controlam todas a marcas de bebidas dos americanos. Quatro companhias áreas controlam os céus. Cinco bancos controlam metade dos ativos financeiros dos americanos. Para acesso à internet local 75% dos americanos tem apenas a opção de um provedor. Quatro empresas de carne […]

Os desequilíbrios da China

O modelo chinês de crescimento replicou a estrategia de sucesso do Japão do pós-guerra, da Coréia do Sul e Taiwan dos anos 70 e 80 e de Malásia, Indonésia e Tailândia nos 90. Câmbio competitivo e exportações de manufaturas para a economia mundial. Transferência de trabalhadores do campo para o setor industrial com ampla ajuda e […]

A economia da bolha

Numa típica bubble economy os preços de imóveis disparam, a bolsa sobe muito e o déficit em conta corrente abre. O câmbio sobrevaloriza. Os não-transacionáveis (terra e trabalho) ficam muito caros e os transacionáveis manufaturados do exterior (carros, eletrônicos, geladeira, fogão) ficam muito baratos em relação aos da indústria doméstica. As importações voam e as […]

Para entender as grandes depressões no mundo rico

O gráfico abaixo mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

Sistema monetário europeu (SME): a história se repete

Em 1992 George Soros foi um dos responsáveis pela saída da Inglaterra do sistema monetário europeu (SME ou ERM). Um esquema de bandas cambiais bolado para que países que futuramente viriam a se integrar numa moeda só (!) não praticassem desvalorizações competitivas em cima de seus vizinhos. Os câmbios deveriam permanecer dentro de faixas relativas […]

A Supernova do crédito no mundo

Por que o mundo não cresce mais como antigamente? A meu ver dois fenômenos da última década ajudam a explicar essa nova estagnação secular: excesso de divida e excesso de oferta. A explosão do endividamento publico e privado vem já desde os anos 90, tendo certamente os EUA como motor principal. O motor da renda […]

Bolha no setor imobiliário da China?

Vale a pena ler o relatório da Economist Intelligence Unit (http://www.eiu.com/public/) sobre a situação no mercado imobiliário chinês. Não há, segundo a análise deles, bolha imobiliária na China. A demanda por residências por lá cresce numa taxa tão impressionante que qualquer correção de preços no curto prazo seria passageira. Os números de oferta de prédios […]

A recuperacao americana: “normalização” ou “japanizacao”?

Os Estados Unidos tentam até hoje sair de uma “balance sheet stagnation”, que é o resultado de longos e profundos ciclos de expansão de crédito que derrubam o PIB e depois tendem a caminhar para uma relativa estagnação. Em uma situação dessas, o principal motor da economia passa a ser a minimização de dívidas. Nesse […]

Viva a indústria

O gráfico acima mostra as taxas de crescimento do PIB e da indústria brasileira desde de 2002. Não é difícil perceber que o PIB é uma versão modulada da serie da indústria. Ou de outro modo, a indústria é um PIB extremado. O gráfico ilustra o que os economistas chamam de relação Kaldor-Verdoorn em homenagem […]

Memórias de um latino-americano! Crises cambiais nos 90 foram abundantes

Me lembro bem do final de 1994, início de 1995. O plano real acabava de ser lançado e a economia mexicana estava prestes a quebrar. Fruto de uma âncora cambial para acabar com a inflação implantada em 1987, o peso mexicano estava completamente fora do lugar. Sobrevalorizado e sofrendo um enorme ataque especulativo. O aumento […]

A China consome quase metade das commodities do mundo!

Em 15 anos o consumo de commodities metálicas e de carvão na China superou todo o consumo do resto do mundo! Os preços explodiram e forçaram a América latina e África à se especializarem ainda mais na produção desses bens. O processo de desindustrialização se agravou, especialmente no Brasil. Ver China a hora da verdade

Caçando bolhas financeiras no mundo!

Vale a pena ler o livro BoomBustology de Vikram Mansharamani, professor de Yale e practitioner do mercado acionário. Mais um livro que trata de bolhas é verdade. Não chega nem perto do clássico Crashes, Manias and Panics do Kindleberger, mas ainda assim vale a pena ler. A analise da possível bolha chinesa é interessante. E […]

Para entender sobrevalorização cambial

Um câmbio muito apreciado significa preços de bens transacionáveis muito baixos em reais. Ou seja, preço da soja, ferro, sapato, carro, avião, brinquedos, maquinas, café, milho e assim por diante. Tudo que é vendido no mercado mundial. Significa também que o preço dos não transacionáveis fica muito elevado em termos relativos, especialmente salários e imóveis. […]

Desequilíbrios intra-setoriais nos EUA e UK

O gráfico abaixo mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

O “novo normal” (ou estagnação secular) não acaba porque ninguém quer gastar: estão todos endividados!

O gráfico acima mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

Para entender o desenvolvimentismo

Um bom ponto de partida seria a comparação com os chamados monetaristas. Para estes, a meta principal, número 1, a mais importante, é o controle da inflação. Se esta estiver baixa e estável, e respeitando-se contratos e instituições, o desenvolvimento virá por gravidade. Para os desenvolvimentistas, inflação sob controle é apenas um de diversos requisitos […]

Renda per capita e complexidade econômica

Seguindo a metáfora de C. Hidalgo e R. Hausmann, o desenvolvimento econômico pode ser entendido com o uso do brinquedo lego (atlas da complexidade econômica, criado numa parceria entre o Media Lab do MIT e a Kennedy School de Harvard, http://atlas.media.mit.edu/). São ricos e desenvolvidos aqueles países que possuem muitas peças de Lego e são […]