A recuperacao americana: “normalização” ou “japanizacao”?

Os Estados Unidos tentam até hoje sair de uma “balance sheet stagnation”, que é o resultado de longos e profundos ciclos de expansão de crédito que derrubam o PIB e depois tendem a caminhar para uma relativa estagnação. Em uma situação dessas, o principal motor da economia passa a ser a minimização de dívidas. Nesse […]

Para entender as grandes depressões no mundo rico

O gráfico abaixo mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

Viva a indústria

O gráfico acima mostra as taxas de crescimento do PIB e da indústria brasileira desde de 2002. Não é difícil perceber que o PIB é uma versão modulada da serie da indústria. Ou de outro modo, a indústria é um PIB extremado. O gráfico ilustra o que os economistas chamam de relação Kaldor-Verdoorn em homenagem […]

A concorrência mata, o monopólio sobrevive: o capitalismo leva a concentração de mercado

O jogo do capitalismo hj e´claro: monopólios e finanças. Nos EUA duas empresas controlam todas a marcas de bebidas dos americanos. Quatro companhias áreas controlam os céus. Cinco bancos controlam metade dos ativos financeiros dos americanos. Para acesso à internet local 75% dos americanos tem apenas a opção de um provedor. Quatro empresas de carne […]

Memórias de um latino-americano! Crises cambiais nos 90 foram abundantes

Me lembro bem do final de 1994, início de 1995. O plano real acabava de ser lançado e a economia mexicana estava prestes a quebrar. Fruto de uma âncora cambial para acabar com a inflação implantada em 1987, o peso mexicano estava completamente fora do lugar. Sobrevalorizado e sofrendo um enorme ataque especulativo. O aumento […]

A China consome quase metade das commodities do mundo!

Em 15 anos o consumo de commodities metálicas e de carvão na China superou todo o consumo do resto do mundo! Os preços explodiram e forçaram a América latina e África à se especializarem ainda mais na produção desses bens. O processo de desindustrialização se agravou, especialmente no Brasil. Ver China a hora da verdade

A economia da bolha

Numa típica bubble economy os preços de imóveis disparam, a bolsa sobe muito e o déficit em conta corrente abre. O câmbio sobrevaloriza. Os não-transacionáveis (terra e trabalho) ficam muito caros e os transacionáveis manufaturados do exterior (carros, eletrônicos, geladeira, fogão) ficam muito baratos em relação aos da indústria doméstica. As importações voam e as […]

Caçando bolhas financeiras no mundo!

Vale a pena ler o livro BoomBustology de Vikram Mansharamani, professor de Yale e practitioner do mercado acionário. Mais um livro que trata de bolhas é verdade. Não chega nem perto do clássico Crashes, Manias and Panics do Kindleberger, mas ainda assim vale a pena ler. A analise da possível bolha chinesa é interessante. E […]

Para entender sobrevalorização cambial

Um câmbio muito apreciado significa preços de bens transacionáveis muito baixos em reais. Ou seja, preço da soja, ferro, sapato, carro, avião, brinquedos, maquinas, café, milho e assim por diante. Tudo que é vendido no mercado mundial. Significa também que o preço dos não transacionáveis fica muito elevado em termos relativos, especialmente salários e imóveis. […]

A crise da conversibilidade na Argentina: 1990 a 2002

No final de 2001 as taxas de juros pagas pelos títulos da divida externa Argentina se aproximavam de 50%, bem parecido com o caso grego. Cavallo havia voltado para o governo em 2001 para tentar consertar as trapalhadas do plano de conversibilidade que mergulhava agora a Argentina numa recessão enorme. A moeda estava sobrevalorizada e […]

Desequilíbrios intra-setoriais nos EUA e UK

O gráfico abaixo mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

O “novo normal” (ou estagnação secular) não acaba porque ninguém quer gastar: estão todos endividados!

O gráfico acima mostra os balanços das famílias, empresas governo americano e estrangeiros em termos de renda e gasto a partir de dados das contas nacionais. Para as famílias são salários menos consumo; para empresas lucros menos investimentos; para governos tributos menos gastos públicos e para estrangeiros exportações menos importações. Quem esta abaixo da linha […]

Para entender o desenvolvimentismo

Um bom ponto de partida seria a comparação com os chamados monetaristas. Para estes, a meta principal, número 1, a mais importante, é o controle da inflação. Se esta estiver baixa e estável, e respeitando-se contratos e instituições, o desenvolvimento virá por gravidade. Para os desenvolvimentistas, inflação sob controle é apenas um de diversos requisitos […]

Os desequilíbrios da China

O modelo chinês de crescimento replicou a estrategia de sucesso do Japão do pós-guerra, da Coréia do Sul e Taiwan dos anos 70 e 80 e de Malásia, Indonésia e Tailândia nos 90. Câmbio competitivo e exportações de manufaturas para a economia mundial. Transferência de trabalhadores do campo para o setor industrial com ampla ajuda e […]

Renda per capita e complexidade econômica

Seguindo a metáfora de C. Hidalgo e R. Hausmann, o desenvolvimento econômico pode ser entendido com o uso do brinquedo lego (atlas da complexidade econômica, criado numa parceria entre o Media Lab do MIT e a Kennedy School de Harvard, http://atlas.media.mit.edu/). São ricos e desenvolvidos aqueles países que possuem muitas peças de Lego e são […]